08 outubro 2011

IRINY ENSINA ... Ministra diz que publicidade tem que ser do produto, não da mulher!


Iriny Lopes


"Nenhuma mulher gosta de apanhar"

Ministra rebate a máxima de Nelson Rodrigues, considera o País machista, diz que não é certo mulher falar com homem só se estiver de calcinha e sutiã e avisa: reagirá a outros comerciais como o de Gisele Bündchen


 por Adriana Nicacio e Octávio Costa 

img.jpg

Militante dos direitos civis e fundadora do PT no Espírito Santo, a ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Iriny Lopes, enfrentou momentos difíceis em seus 58 anos de vida. Ao combater a corrupção e o crime organizado em seu Estado, foi ameaçada de morte e passou cinco anos sob proteção da Polícia Federal. Agora, no cargo de ministra de um governo encabeçado por uma mulher, Iriny está envolvida numa nova frente de batalha. Ela tornou-se alvo de uma saraivada de críticas e virou tema para humoristas ao mexer num vespeiro. A ministra pediu ao Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária que tire do ar o comercial “Hope ensina”, no qual a supermodelo Gisele Bündchen aparece como a esposa que se despe e fica apenas de calcinha e sutiã para diminuir a reação do marido diante de uma má notícia. Iriny considera a campanha “sexista” e preconceituosa: “Induz à compreensão equivocada de que as mulheres precisam do corpo como instrumento, em primeiro, segundo e terceiro lugar, para se impor.” Foi acusada, porém, de excesso moralista e falta de humor. A atitude da ministra foi entendida como um ato de censura, nos moldes da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial, que, em nome do politicamente correto, tentou censurar Monteiro Lobato por considerá-lo racista. Seguindo essa linha, a obra de Nelson Rodrigues, considerado um machista radical, também poderia ser censurada? “Nelson Rodrigues já morreu”, respondeu a ministra. Convicta de que “o Brasil ainda é bastante machista”, Iriny diz em entrevista exclusiva à ISTOÉ que não tem o menor constrangimento em evitar a veiculação de peças que explorem a imagem da mulher. “Sempre vamos reagir ao exagero”, afirma.
.img1.jpg
"Na novela "Fina Estampa", a personagem de Dira Paes  
apanhava muito no começo. Agora, a Globo deu um tempo"



img2.jpg
"E se a mulher for baixinha? Gordinha? A propaganda estrelada pela 
Gisele é preconceituosa. Estimula a idéia de que a mulher precisa
 estar erotizada"


Fonte: www.istoe.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário e volte sempre!

Informativo KMM

COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL

BLOG: Informativo KMM

Minha foto

Com bela fotografia e conteúdos ecléticos, o BLOG Informativo KMM tornou-se um guia indispensável para o encontro dos profissionais e empresas do setor. Acompanhe e VISITE O BLOG! http://informativokmm.blogspot.com.br